Conheça o código de ética da contabilidade

Conheça o código de ética da contabilidade

Toda profissão é regida por uma série de regras que norteiam a forma como os profissionais executam suas funções diante dos princípios da honestidade, zelo e diligência. Na contabilidade, estes preceitos devem ser fielmente seguidos!

Sempre que se fala em um código de ética, muitos profissionais o tratam como um mero documento que apresenta uma série de direitos, deveres, limitações e punições. Na execução da profissão contábil, um código é muito mais que uma simples reunião de preceitos.

Ele norteará uma conduta ética diante das obrigações de um contador perante seu cliente ou empresa. Muitas vezes, a figura do profissional contábil é denegrida por maus profissionais.

O que é o código de ética da contabilidade? Acompanhe alguns pontos que devem ser observados!

Conhecer o código de ética é valorizar a sua profissão

Muitos empreendedores têm a errada ideia que um contador é, muitas vezes, um “quebra galho”, procurado apenas em momentos de problemas ou questões de difícil resolução, como as fiscais, previdenciárias, tributárias e contábeis. Por vezes, são contratados por baixo dos panos para práticas ilícitas, como falsas Demonstrações Contábeis, sonegação fiscal, balanços fraudulentos e comprovantes de rendimentos.

Tais fatos ferem os princípios profissionais, denegrindo a figura de todos os contabilistas e não apenas de quem pratica uma conduta não-ética. Conhecer o código de ética da contabilidade é valorizar a profissão, agir com a competência que lhe é atribuída diante da importância da profissão, não apenas para empresas, mas para a sociedade como um todo.

O que é o código de ética profissional do contabilista

Em 1996, por meio da Resolução do Conselho Federal de Contabilidade nº 803, foi apresentado o código de ética profissional do contabilista, visando não apenas elencar a prática da profissão, mas a valorização do profissional que o executa. Nos últimos anos, a profissão contábil vem sendo de extrema importância e o contador deixou de ser um “lançador de impostos”, passando a fazer parte da rotina da empresa e do processo de gestão.

Diante disso, o contador se tornou um profissional extremamente valorizado e, portanto, com maiores responsabilidades. Nas suas mãos, está o destino da empresa, por meio dos processos contábeis, fiscais e financeiros e previdenciários.

Uma simples falha pode determinar a paralisação das atividades da empresa. O código de ética profissional do contabilista tem, por objetivo, conduzir a forma como o profissional exerce sua profissão.

Pontos que jamais devem cair no esquecimento do contador

Nos 14 artigos que compõe o código, ele apresenta o modo de conduta da classe contábil e a forma como deverá ser realizado o exercício profissional. Durante a prática laborativa, é fundamental que o contador siga fielmente o código de ética. Vejamos alguns pontos que jamais devem cair no esquecimento do contador:

  • Exercer a profissão com zelo, diligência e honestidade;

  • Guardar sigilo sobre os atos e fatos do exercício da profissão lícita e jamais serem reveladas à concorrência, sendo resguardadas pelo sigilo profissional;

  • Não deverá assumir serviços de qualquer natureza, direta ou indiretamente, que cause prejuízo moral ou desprestígio à classe contábil;

  • Não deverá assinar documentos que não tenham lhe passado sob orientação, supervisão e fiscalização;

  • Deverá manter sempre a organização contábil de acordo com a legislação;

  • Deverá negar toda e qualquer vantagem ilícita que lhe seja proposta pelo cliente ou empregador.

Importância do código de ética para o profissional contábil

Nos últimos anos, com as reformulações das normas contábeis, a internacionalização das suas regras e a validação dos Pronunciamentos Contábeis, o papel do contabilista passa a ser ainda mais relevante. Muito mais que lançar tributos, registrar, controlar atos administrativos e escriturar livros, o contabilista passa, hoje, a ser peça-chave no sucesso de qualquer empresa.

É por meio dele que importantes documentos passam, são elaborados, decidem os investimentos, auxiliam no crescimento da empresa e promovem a manutenção da economia de um país. O profissional contábil, conhecedor das suas obrigações e atuante dentro dos princípios contábeis, do código de ética e das diversas legislações que exigem seu conhecimento, torna a contabilidade um elo indissolúvel dos princípios profissionais.

Aplicar os princípios éticos, não apenas como uma imposição, mas como um importante instrumento de conduta e honestidade, torna a profissão mais valorizada e de fundamental importância para o país.

Quer ficar por dentro de mais conteúdo desse tipo? Assine a nossa newsletter!

 
2018-12-28T15:19:04+00:00Por |

Sobre o Autor: