O empreendedorismo é um segmento extremamente forte no Brasil. Seja para driblar adversidades econômicas ou para essencialmente transformar sonhos em realidade, este é um caminho cada vez mais adotado por profissionais de diversas áreas. No entanto, abrir o seu próprio negócio requer conhecimento, estratégia e muita determinação. Afinal, como identificar oportunidades, avaliar a concorrência, agregar valor à marca e fazer com que um produto ou serviço chegue até o público-alvo? É por essas (e muitas outras) que o marketing exerce um papel fundamental durante toda a jornada de empreendedorismo.

Para que você entenda o quão intrinsecamente o marketing está associado ao empreendedorismo, basta dizer que um produto ou serviço não pode ser vendido se não houver alguém que o queira comprar – aí está a necessidade de um elo de ligação. E, levando em conta os estágios iniciais de um negócio, essa relação fica ainda mais explícita. Não por acaso, o marketing é uma das principais ferramentas para que um novo empreendimento possa se destacar em meio a uma concorrência acirrada, repleta de empresas já consolidadas e sem interesse algum em reduzir sua margem de lucro.

Começando do começo: o que exatamente é marketing

Diante das demandas de um mercado consumidor, o marketing desenvolve análises, explora estratégias e gera valor na entrega de produtos e serviços – sempre de modo a satisfazer os anseios dos clientes e gerar lucro e fortalecimento de marca para as empresas. Tudo a ver com os objetivos e as necessidades do empreendedorismo, não é mesmo?

Obviamente, marketing não é apenas sobre vender, mas sobre como se posicionar, atrair clientes e se destacar diante mercados exigentes e uma concorrência cada vez mais competitiva. E tudo isso envolve conceitos e metodologias em constante mutação. Afinal, se a sociedade evolui e os hábitos de consumo se alteram, as estratégias de marketing também o fazem. Para resumir tudo isso, vamos ficar com a definição daquele que talvez seja a maior referência do segmento:

“Marketing é o processo social por meio do qual pessoas e grupos de pessoas obtêm aquilo que necessitam e que desejam com a criação, a oferta e a livre negociação de produtos e serviços de valor com outros” – Philip Kotler

 

Os diferentes tipos de marketing

Você já sabe qual é o conceito básico de marketing e que ele está intensamente associado ao empreendedorismo. Agora, vamos nos debruçar sobre algumas de suas divisões, para que você entenda que ele está presente em simplesmente todas as etapas que envolvem a criação e a manutenção de um negócio.

Endomarketing: é uma estratégia de marketing institucional voltada para ações internas na empresa. É também chamado de Marketing Interno e visa melhorar imagem da empresa entre os seus colaboradores, culminando em uma equipe motivada e na redução do turnover.

Marketing digital: de forma resumida, é a atuação nos meios on-line. Pode ser estratégia de impulsionamento em sites de busca, posts patrocinados e e-mail marketing, além de ações em sites, blogs e apps, por exemplo.

Inbound: este é o marketing de atração. O objetivo aqui é chamar a atenção do público com conteúdo relevante e não explicitamente vendedor, de forma a transformar visitantes em leads, leads em consumidores e consumidores em advogados da marca.    

Outbound: trata-se de uma abordagem mais ativa na prospecção. Neste cenário, é fundamental definir um público-alvo e impactá-lo com mensagens personalizadas por meio de diferentes canais (anúncios de TV, outdoors, banners em sites etc.).

Marketing social: geralmente, envolve sustentabilidade e causas sociais e ambientais. E isso é cada vez mais importante, pois, hoje em dia, a informação é disseminada com muita rapidez. Então, não dá mais para ficar apenas no discurso — é necessário assumir compromissos.

A definição de empreendedorismo

Você, que está lendo este artigo e já possui uma empresa ou planeja abrir o seu próprio negócio, muito provavelmente já está familiarizado com o conceito de empreendedorismo (afinal, você vive isso!). Não é mesmo?  

Mas, para uma melhor contextualização e organização das ideias, vamos citar aqui a definição do Sebrae: “empreendedorismo é a capacidade de identificar problemas e oportunidades, criar soluções inovadoras e implementá-las de forma eficiente para obter resultados positivos”.

Em outras palavras, o empreendedorismo é a arte de criar um negócio do zero ou o intuito de transformar algo que ainda está no campo das ideias em um empreendimento real, lucrativo e bem-sucedido. Por isso, trata-se de algo movido pela paixão, pela criatividade e pelo desejo de fazer a diferença na vida das pessoas.

Concluindo…

De forma sucinta: o marketing e o empreendedorismo são duas áreas que se complementam perfeitamente. Sem uma estratégia eficaz, o empreendedor não conseguirá identificar as necessidades dos seus clientes, assim como não conseguirá criar um produto ou serviço que atenda a essas necessidades e promovê-lo de maneira efetiva. O empreendedorismo, portanto, precisa do marketing para entender o mercado em que atua e para obter êxito em sua proposta.

Parceria estratégica para empreendedores

Além do empreendedor ter conhecimento sobre a importância do marketing e sobre como isso afeta os seus negócios, é fundamental poder contar com um parceiro estratégico durante esta jornada. Com mais de três décadas de atuação e centenas de unidades em todo o território brasileiro, a NTW é a maior e mais premiada rede de escritórios contábeis da América Latina. Por meio de contabilidade consultiva e gestão empresarial de alta performance, a NTW tem as soluções que empresários dos mais diversos segmentos precisam para otimizar lucros e reduzir tributações. Quer saber como essa parceria pode fazer a diferença para o seu empreendimento? Então CLIQUE AQUI