Gestão financeira para startups: 3 dicas para começar bem!

Gestão financeira para startups: 3 dicas para começar bem!

Atualmente diversos fatores vêm tirando o sono dos empresários no Brasil, sejam esses motivos causados pela crise econômica e política que o país vem enfrentando e que impactam os empreendimentos aqui, ou até mesmo, por motivos direta e especificamente relacionados ao negócio e que exercem ou podem vir a exercer impactos negativos sobre ele.

O grande desafio dos empresários de startups, ao encarar o cenário brasileiro atual desencadeado por esses fatores, é fazer com que sua empresa, que ainda está dando seus primeiros passos, siga adiante e prospere, sem sofrer uma morte precoce, como vem acontecendo com outras startups no país.

Segundo estudos da fundação Dom Cabral metade das startups no Brasil morrem antes de completarem quatro anos de vida. É como se essas empresas, passassem por um grande campeonato neste período, tentando superar diversos desafios diariamente, onde apenas metade conseguisse chegar até o final e desta forma, serem aprovadas para a próxima fase.

A grande pergunta que fica para você que está lendo este texto é “como fazer minha startup crescer firme e forte e não fazer parte da metade que sofre uma morte precoce? ”. A pesquisa realizada pela fundação Dom Cabral destacou os principais motivos que levam a esta alta taxa de mortalidade, com base nisso, desenvolvemos três dicas essenciais que te ajudarão a prosperar e fortalecer seu negócio desde os primeiros passos. Confira!

1.Tenha cuidado com a quantidade de sócios

É comum um grupo de amigos se reunir com o objetivo de criar um negócio próprio. Isto tem seus benefícios, principalmente se cada um do grupo possuir uma expertise primordial para o empreendimento, mas nem tudo sai como o esperado. A pesquisa apontou que quanto mais sócios fundadores à frente da startup, maior a probabilidade de falência. Isso acontece por diversos motivos, os mais comuns são a falta de comprometimento de todos os sócios, conflitos pessoais ou profissionais e falta de capacidade de lidar com as diferenças no desenvolvimento do negócio ou até mesmo no dia a dia.

2.Procure sede em incubadoras ou parques

O local de instalação deve ser estudado com muita cautela. É comum decidir este local após uma análise do público-alvo, bairros mais e menos atrativos, valor de aluguel e etc. Porém muitas vezes, os empreendedores tendem a não dar atenção para as possibilidades de instalação em um parque, aceleradora ou incubadora. As startups que estão sediadas nestes locais, segundo a pesquisa, possuem 3,45 menos chances de sofrer uma mortalidade precoce se comparadas, às que instaladas em escritório próprio ou alugado.

3.Tenha uma gestão financeira eficaz

Infelizmente não é difícil encontrar empreendedores sobrecarregados por terem que administrar todos os setores da empresa e com isso, acaba sofrendo dificuldades para cuidar da gestão de forma eficaz. Essas dificuldades acontecem por vários motivos, mas em geral, os profissionais possuem um alto conhecimento técnico e comercial, mas também, um déficit de conhecimento relacionado à administração e nos piores casos, não dão a devida importância para este setor na empresa.

É comum também, ao abrir o primeiro negócio, que o empreendedor esteja muito entusiasmado com o início de sua empresa e acabe não dando atenção à questões importantes relacionadas ao tema de gestão financeira para startups, como:

  • Separar contas pessoais das contas da empresa;
  • Determinar um pró-labore e não retirar dinheiro do caixa a todo momento;
  • Calcular o capital a ser investido até que o empreendimento se pague;
  • Saber qual é seu ponto de equilíbrio mensal;
  • Identificar o mínimo de receita que deve gerar no mês para ficar com todas as contas em dia;
  • Calcular corretamente o preço de venda de seus produtos ou serviços;
  • Saber o preço mínimo de venda a ser utilizado para calcular campanhas e descontos promoções.

Os empreendedores devem prezar por uma boa saúde financeira da sua empresa. Este é um ponto-chave para fazer com que o negócio seja fortalecido e consequentemente prospere, mas se não houver uma atenção especial para a gestão financeira de startups, isso nunca será possível.

Se você sente que os assuntos relacionados ao tema não são eficientes dentro da sua empresa, é hora de começar a se preocupar com isso. Uma solução para este problema é a contratação de uma assessoria contábil, esteja o negócio em sua fase inicial ou não. Isso porque essa consultoria é válida em qualquer momento pelo qual a empresa esteja passando e em todas as situações é capaz de gerar benefícios para a empresa.

A possibilidade de redução de gastos com impostos é um fator muito positivo da contratação de uma assessoria contábil. Os contadores são especialistas  na área e podem evitar erros tributários que seriam facilmente cometidos pelos empreendedores. Além disso, no momento de captar investimentos para escalar o negócio, ter um suporte especializado na área contábil pode alavancar suas chances de sucesso!

Os benefícios são vários, mas um ponto merece atenção na contratação destas assessorias. É importante que o empreendedor esteja aberto às soluções propostas por parte dos contadores, pois de nada irá adiantar todo o trabalho desenvolvido se este não puder ser colocado em prática e consequentemente testado. O desconhecimento muitas vezes gera barreiras neste tipo de trabalho e coloca a perder todo o investimento nestas consultorias.

Mesmo com um cenário econômico e político instável no Brasil, as startups têm plenas condições de prosperar e com isso, gerar novos negócios e empregos contribuindo para uma melhora dessa situação. Você que leu este texto até aqui, saiba que tem um papel muito importante no país e com essas dicas, sua empresa ficará mais protegida e crescerá firme e forte.

Fique atento ao número de sócios e não apenas à qualidade que cada um pode oferecer para a empresa. Busque sede em incubadoras, aceleradoras ou parques. E por fim, cuide eficientemente das questões de gestão financeira para startups dentro de sua empresa e conte com as soluções oferecidas pela rede NTW Contabilidade e Gestão Empresarial com escritórios de contabilidade sediados em todas as regiões do país.

Coordenado por:

Nathaniel Pereira – Diretor Executivo da Unidade NTW Ipatinga

Sobre o Autor: