O que o médico precisa saber ao abrir sua empresa

O que o médico precisa saber ao abrir sua empresa

 Quando o estudante de medicina está terminando seu curso ele se depara com a seguinte questão: agora sou um Profissional Liberal, tenho liberdade para escolher ser um empregado com carteira assinada ou seguir por conta própria, qual o melhor caminho para os meus objetivos de vida?

 

Como tudo na vida, essa decisão tem pontos positivos e negativos. 

 

Profissional com carteira assinada 

 

De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o profissional tem direito a todos os benefícios previstos na legislação, como férias remuneradas, 13º salário, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), jornada de trabalho definida e etc. 

 

Por outro lado, o pagamento recebido é menor, em função da carga tributária do empregador, tendo um vínculo empregatício único.

 

Optei por ser Pessoa Jurídica, e agora?

 

Já no trabalho por conta própria, o médico poderá optar por trabalhar como Pessoa Física (PF) ou Pessoa Jurídica (PJ). Porém, como o médico tem uma boa evolução patrimonial, a partir de um determinado patamar de renda, a tributação desses profissionais liberais como PF é mais onerosa do que como PJ. Em alguns casos, pode chegar a 27,5%, enquanto a carga tributária da PJ é, em média, de 16,33%, tudo sem considerar as contribuições previdenciárias. 

 

Um outro ponto importante para quem é PF, é que toda a movimentação financeira é feita e declarada no CPF do profissional através do preenchimento mensal do carnê leão. Como PJ, é preciso contemplar os custos para manter as obrigações de uma empresa, é necessário ter um CNPJ, emitir notas fiscais e ter seu próprio plano de aposentadoria. 

 

A vantagem de trabalhar como PJ é a redução considerável da carga tributária, o que aumenta seu valor recebido, além da flexibilidade para trabalhar em vários lugares, ter mais de um contratante e ter horários flexíveis.

 

Ao se decidir por abrir uma empresa, ser um PJ, o médico passará a ser um “empresário” e junto com o contador deverá tomar algumas decisões:

  • A empresa será individual (EIRELI), uma Sociedade Limitada Unipessoal ou juntamente com outros médicos abrirão uma Empresa Limitada, ocasionando em uma Sociedade Profissional?

 

  • Qual o endereço fiscal que será utilizado?

 

  • Qual o melhor regime tributário a ser adotado em sua empresa? Os modelos mais indicados para os profissionais da área de saúde são o Lucro Presumido ou Simples Nacional, mas a decisão é feita de acordo com a realidade de cada médico;

 

  • Uma quarta questão, não menos importante, é como cuidar do dinheiro, como investir, como administrar a evolução patrimonial desse novo médico, para que como profissional liberal, ele consiga guardar dinheiro, para suas férias, plano de aposentadoria, ter recursos para a sua licença maternidade e etc.

 

O mais importante em qualquer decisão é a necessidade de uma boa Gestão Empresarial, o que é essencial para o seu momento de vida. 

 

Nós da NTW Contabilidade e Gestão Empresarial, queremos ser seu parceiro nessa nova jornada, apoiá-los na tomada de decisões, demonstrando através de indicadores e relatórios tudo que você precisa saber para alcançar o sucesso do negócio.

Sobre o Autor: