Ao abrir uma loja de autopeças, a primeira coisa que um empresário pensa é em comprar bem para vender bem. Assim como em abrir o estabelecimento em um local onde possa se posicionar e crescer. Mas, para que tudo isso aconteça da melhor forma, é essencial saber qual é a melhor tributação para a loja.

E quando se fala em tributação, é importante que o empresário esteja bem assessorado para a escolha do melhor regime. Da mesma forma, é necessário um auxílio técnico para evitar possíveis falhas na classificação fiscal das suas mercadorias.

Perfil tributário para autopeças

Não é possível falar de tributação se não iniciarmos o assunto logo pelo perfil tributário mais adequado para o segmento de autopeças.

Apesar de grande parte dos empresários acreditarem que o regime tributário Simples Nacional é o melhor para esse segmento, é necessária uma análise prévia de todo o contexto.

Dessa forma, será confirmado se realmente é a melhor tributação para o negócio, levando em conta a projeção de faturamento.

Qual melhor Regime Tributário para minha Loja?

A definição do melhor regime tributário é um dos passos mais importantes para o sucesso de uma empresa. No que se refere a tributação do seguimento de autopeças, o empresário precisa estar bem assessorado para que seja garantido o enquadramento correto, optando pela carga tributária que seja justa e que não prejudique a gestão financeira do negócio.

Por isso mesmo, a NTW Contabilidade e Gestão Empresarial entende que, para que uma empresa cresça de forma saudável, é preciso estar com a sua gestão financeira muito bem organizada.

Escolher o regime de tributação ideal é essencial para a manutenção da sua loja, já que ele influencia diretamente nos valores dos impostos a serem pagos.

Para que não corra riscos na gestão tributária e financeira, será necessário que você tenha os principais aspectos sobre os regimes tributário bem esclarecidos, como tipos de impostos pagos pela empresa e as características de cada um dos regimes.

Logo, o empresário pode escolher o regime apropriado para o seu negócio dentre três opções mais comuns:

  1.   Simples Nacional;
  2.   Lucro Real;  
  3.   Lucro Presumido.

 

Veja a seguir como cada um funciona.

1)  Simples Nacional

O Simples Nacional é o regime tributário mais recente. Ele foi constituído em 1996 e passou por diversas mudanças — desde seus limites de faturamento até as atividades permitidas. O simples nacional é o único regime tributário com tabela progressiva. Ou seja, de acordo com a atividade, no anexo de enquadramento e faturamento é identificada a alíquota inicial a ser recolhida.

2)   Lucro Presumido

Em alguns casos, o Lucro Presumido é mais simples de ser calculado e eventualmente pode ser vantajoso para o empresário. Isso ocorre, pois a Receita Federal presume (estabelece) uma margem de lucro fixada. Ou seja, se o empresário trabalhar com margem de lucro superior ao estabelecido, será uma vantagem, já que o seu imposto não irá aumentar por conta desse fator.

3)   Lucro Real

Já o Lucro Real, é indicado para empresas de grande porte com faturamento anual acima de 78 milhões. O Lucro Real tem sua tributação sobre o faturamento líquido, o que torna um regime tributário vantajoso e atraente. Por se tratar de um perfil tributário pouco aplicado a comércios, não iremos nos aprofundar aqui. Se for o seu caso, no entanto, você pode falar agora mesmo com um consultor NTW (incluir hyperlink p/ formulário de contato).

O que mais impacta na tributação de uma loja de autopeças?

Além do perfil tributário, um fator muito importante é a NCM – (Nomenclatura Comum do Mercosul) de um produto, que tem total impacto sobre a tributação de uma loja de autopeças.

O empresário deve ficar atento, portanto, aos produtos relacionados nos Anexos I e II da Lei nº 10.485/2004. Muitas vezes se tratam de produtos Monofásicos de PIS e COFINS e, por um erro de parametrização e classificação fiscal, a sua empresa pode estar pagando impostos indevidamente. Afinal, muitos produtos revendidos são de tributação monofásica e são tributados diretamente nas indústrias ou importadoras.

Então, se você tem produtos na sua loja de autopeças que estão recolhendo PIS e COFINS, é importante fazer uma análise para identificação e correção.

O que fazer caso tenha pago PIS e COFINS indevidamente?

Caso você tenha realizado o recolhimento desses impostos de forma indevida na sua loja de autopeças, é possível realizar uma revisão de todos os valores pagos nos últimos 5 anos. E, dessa forma, buscar a restituição dos valores pagos.

Igualmente, é possível realizar análise sobre valores de ICMS-ST e ICMS Difal, possibilitando que a sua loja de autopeças reveja boa tarde dos valores e, com isso, consiga fortalecer o seu caixa e aplicar tais valores em novas estratégias para o crescimento da empresa.

Conte com uma contabilidade especializada

Se você pretende abrir uma loja de autopeças ou necessita de auxílio para gestão ou planejamento tributário, conte com uma contabilidade especializada. Assim, você terá o devido auxílio na gestão financeira.

Com a NTW, a sua empresa poderá identificar o regime tributário correto, além de analisar como está sendo feita a tributação de forma geral. E, sempre que possível, poderá fazer a restituição de impostos pagos de maneira indevida.

Possui alguma dúvida? Entre em contato agora mesmo, o nosso time de especialistas está pronto para te ajudar!

 

QUERO FALAR COM UM CONSULTOR NTW